Escola Pantheon

Artigo
Mentira na infância


imagesca02q6ci
Como já expliquei em outras publicações, crianças até 6 anos estão na fase da imaginação, ainda não conseguem distinguir totalmente realidade de fantasia. Em regra geral as mentiras estão relacionadas a assuntos banais e que fazem parte do dia a dia da criança.

As mentirinhas começam através das próprias brincadeiras, onde a criança inventa papéis, cria objetos e situações que não existem, o que é de extrema importância para a formação do pensamento lógico. Através da imaginação a criança coloca em prática o conhecimento absorvido e aprende a raciocinar.
Com o passar dos anos a fantasia dá lugar à noção de realidade, mas sem desaparecer totalmente, nesse momento a criança já consegue perceber o que é certo e o que é errado.

Abaixo listo algumas situações em que as crianças mentem:

– Como já adquiriram alguma noção do que é certo e errado, mentem por temerem castigos ou repreensões;

– Mentem para fugir de suas responsabilidades;

– Mentem para chamar a atenção dos pais;

– Mentem para impressionar os amiguinhos;

– Outro motivo que pode levar a criança a mentir é o exemplo dos pais. Se os pais mentem ou são indiferentes quando seu filho mente, ele poderá achar normal.

Nesta fase algumas crianças costumam pegar objetos que não lhe pertencem, neste momento pais e professores devem mostrar a verdade da situação, fazendo com que a criança devolva o objeto e explicando racionalmente porque ela não pode fazer isso.
Nunca agir como se nada tivesse acontecido. Alguns pais resolvem a situação sem o envolvimento da criança. É muito importante que a criança participe desse processo.

Como agir diante da mentira?

– Precisamos primeiro identificar se o que acontece é mentira ou fantasia;

– Se tiver dúvida sobre a história da criança, não insista, peça que conte a história horas mais tarde e compare as versões;

– Nunca faça perguntas específicas, seja amplo, como: “O que aconteceu na escola?” em vez de “Te bateram na escola?”. Lembro que nesta fase as crianças criam situações e que às vezes a frase “o amiguinho me bateu” pode ter outros significados;

– Broncas e castigos não levam a nada, muito pelo contrário a criança vai acabar mentindo por medo;

– Quando as verdades são ditas devemos valorizá-las;

– Mentiras frequentes sobre o mesmo assunto podem significar sentimentos de angústia, ansiedade e medo com relação a alguma situação específica, nesse caso fique de olho e procure observar se há algum problema em casa ou na escola, a criança pode estar sofrendo com alguma situação;

– Caso a mentira continue frequente após os 7 anos, procure um profissional.

Mostrar os benefícios da verdade e os prejuízos da mentira é a melhor forma de tratar a mentira na infância.

Cadastre seu e-mail e fique sempre informado

Rua Aracaju, 196 - Barra - Salvador (BA)

Tel.: (71) 3235-2727

Entre em contato conosco